Print Friendly, PDF & Email

Há alguns anos nosso Ir.: Adolfo Bley encerrou suas atividades nesta vida e, como consequência natural, nosso Ir.: Manif assumiu a Inspetoria.

Convocou nosso Ir.: Dircksen, Obr.: incansável e criativo, para ajudá-lo a conduzir os trabalhos. O Ir.: Bley notabilizou-se por ter sustentado os Corpos Filosóficos até sua plena constituição, revigorando cada Grau. O Ir.: Manif, como todo jovem
comandante, resolveu dar força às máquinas e testar novos rumos. Convidou IIr.: mais antigos, entre os quais eu, para reiniciarmos o CENAL – Centro de Estudos Natálio Loureva, instituído pelo Ir.: Bley, mas que nunca havia iniciado
efetivamente seus trabalhos.

Assim, um grupo novo se agregava ao Ir.: Dircksen para colocar em prática os projetos do Inspetor Litúrgico. Como toda mudança, algum desassossego acometeu os Corpos. Mudanças sempre nos retiram do hábito e o hábito é sempre confortável. Logo, porém, os resultados das novas orientações começaram a aparecer e os IIr.: a se entusiasmarem. Novos Presidentes de Corpos se apresentaram e arregaçaram as mangas. Os OObr.: de cada Corpo começaram a sentir o salto qualitativo que as mudanças produziam. As Comissões de Grau se tornaram mais exigentes para acompanhar essa qualidade nova dos trabalhos. Nossa Biblioteca Digital, organizando com muito orgulho os trabalhos dos IIr.: dos Corpos para troca de informações e respaldo a novos trabalhos, hoje já é referência nacional para nosso Supremo Conselho. As sessões se tornaram mais dinâmicas e retomaram os estudos e as discussões, propiciando novos conhecimentos a todos que participam.

Como que coroando esse movimento, o Ir.: Manif sugeriu ao CENAL que pensasse um novo passo nos estudos filosóficos: a apresentação de trabalhos coletivos em um Seminário, realizados em cada Corpo, para que todos os IIr.: da Inspetoria pudessem pesquisar e trocar conhecimentos novos sobre o Rito Escocês Antigo e Aceito. Claro que essas pesquisas se refletirão além fronteiras, em todos os Graus, pois os estudos feitos e os resultados alcançados vão, certamente, chegar às Lojas Simbólicas de nossa Grande Loja, direta ou indiretamente.

Foram dois os eventos criados, um em cada semestre deste ano. As resenhas desses trabalhos serão publicadas numa edição especial da revista dirigida pelo nosso Ir.: Ozires e será enviada a todas as Inspetorias subordinadas ao nosso Supremo Conselho, além, é claro, de ser dirigida aos IIr.: de nossos Corpos.

Hoje pela manhã, dia 10 de dezembro de 2012, ocorreu a segunda fase desse Seminário, com a apresentação dos trabalhos realizados pelos Corpos de Kadosh e pelo Consistório. Há tempos eu não aprendia tanto sobre nossa Arte e não tomava tantas notas para futuras pesquisas e reflexões. Vi desfilar apresentações caprichadas e temas profundamente pesquisados. Senti-me orgulhoso de pertencer ao quadro desses Irmãos.

Com isso encerra-se mais um ano “letivo”. Encaminhamo-nos para as eleições que indicarão novos Presidentes, Oficiais e Colegiados dos Corpos Filosóficos. Nós, do CENAL – Irmãos a quem agradeço o grande esforço despendido até aqui -, parabenizamos a todos os nossos Irmãos pelo profícuo trabalho desenvolvido neste ano, agradecemos ao nosso Ir Dircksen o apoio sem o qual não teríamos conseguido realizar nossa tarefa, e ensejamos ao nosso Inspetor Litúrgico, Ir Manif, mais sucesso ainda na direção de nossas Colunas.

Ir.: Francisco Pucci
Dezembro de 2012